Área do cliente

Insira seu usuário e senha. Caso não possua, solicite ao Escritório.

Correio eletrônico

Acesse o seu correio eletrônico de forma simples e direta.

Notícias

Coordenadora da Infância e Juventude do TJES fala sobre Justiça Restaurativa em evento no Ceará

A juíza Patrícia Neves proferiu palestra sobre os marcos teóricos e a importância de entender a evolução do conceito de Direitos Humanos. Nesta sexta-feira (7/5), a Coordenadora da Infância e Juventude do TJES, juíza Patrícia Neves, apresentou uma palestra sobre Marcos Teóricos da Justiça Restaurativa durante o curso de Comunicação Não-Violenta e Justiça, promovido pela Vice-Governadoria do Estado do Ceará em parceria com a Secretaria Estadual de Educação e a Prefeitura de Sobral. A magistrada destacou que para pensar na Justiça Restaurativa, é preciso pensar nos povos ancestrais, voltar em outras épocas e reencontrar tudo aquilo que está nos pressupostos da humanidade. E destacou três principais marcos: a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, de 1789; a Carta das Nações Unidas, de 1945 e a Declaração Universal de Direitos Humanos, de 1948. “Essas foram cartas escritas como respostas ao flagelo da fome, do ódio, das guerras que subjugaram, destruíram países e povos, que tiraram vidas. É como se fosse o ser humano tentando se reencontrar como ser humano. E hoje continuamos a ter que lidar com situações traumáticas como pandemia, violências estruturais, preconceitos, homofobia, patriarcado. Então quando começamos a pensar nesse resgate civilizatório, temos que pensar na evolução do conceito de Direitos Humanos e Dignidade da Pessoa Humana”. De acordo com a juíza, o conhecimento desses marcos históricos e de autores precursores como Kay Pranis e Marshall Rosemberg, vem norteando o desenvolvimento de persos projetos e novas ferramentas pelo país. E é importante que cada estado, município ou instituição atue no seu próprio ritmo, use a técnica nos momentos mais adequados, sempre respeitando o tempo das pessoas. “É importante que a gente entenda que não há práticas melhores ou piores, apenas diferentes. Com o mesmo objetivo, de cuidar das pessoas que estão sendo acolhidas. É oferecer um espaço seguro para um diálogo, onde a contação de histórias de vida possa fazer com que aqueles seres humanos se transformem”. A juíza também compartilhou com os participantes que no município de Vila Velha, onde nasceu o programa Reconstruir o Viver, do TJES, alunos de escolas da rede pública passaram pacificar seus conflitos por meio de círculos de mediação. “A partir do momento em que a gente dá voz para crianças e adolescentes da forma devida, fazemos com que eles não precisem chegar ao sistema socioeducativo. Meus alunos aprenderam a acolher e ajudar a solucionar conflitos com suas próprias falas e ainda conseguiram ingressar no mercado de trabalho. De alguma forma nós já tocamos essas vidas”. Para encerrar a palestra, a magistrada falou da importância dos profissionais se capacitarem e se autocuidarem, para conseguirem cuidar dos outros. E homenageou a todos os que atuam em Justiça Restaurativa com um trecho do livro “Cartas do Caminho Sagrado”: “No espírito do clã do lobo, que é o meu clã, partilhamos e ensinamos a bondade da sabedoria que traz paz a todas as nações e povos. Somos desbravadores de caminhos prontos a anunciar a descoberta das trilhas que cruzam a floresta para servir de indicação a outros navegantes”. O evento também contou com a participação do Juiz Jaime Medeiros, do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará e Renato Pedrosa, do Instituto Terre des Hommes Brasil, que proferiram palestras sobre Justiça Restaurativa na Prevenção do Ato Infracional e Justiça Restaurativa no Sistema Socioeducativo. Vitória, 07 de maio de 2021   Informações à Imprensa Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES Texto: Tais Valle |  Maira Ferreira Assessora de Comunicação do TJES www.tjes.jus.br
07/05/2021 (00:00)

Contate-nos

Rua Álvares Cabral  38  1 andar, sala B
-  Parque Residencial Laranjeiras
 -  Serra / ES
-  CEP: 29165-420
+55 (27) 3318-8880+55 (27) 3099-8880
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.